Include Moeda Social

 

Fazer uso de uma Moeda Social é lançar um novo olhar para o mundo em que vivemos e que precisa tanto se reconstituir. Que maravilhoso se essa reconstrução acontecer de maneira equilibrada e mais justa, não é mesmo? 

Imagina! Seres humanos, meio ambiente e economia girando, vivendo e sendo em prol do bem comum de todes de verdade! Sim, nós da Pachamama acreditamos que isso é possível e nos esforçamos para que esse novo mundo brote potente, pleno de amor e respeito.

Num primeiro momento, podemos pensar na diminuição da desigualdade entre ricos e pobres e, quem sabe, num segundo, poderemos nem mais utilizar esses conceitos de rico e pobre. Bom, podemos sonhar…

Mas o que é mesmo essa moeda?

Moeda social é uma alternativa à moeda oficial de uma região. Seu objetivo é fomentar a economia solidária e proporcionar transações econômicas dentro de uma comunidade, fortalecendo a economia local e, nela, gerando riqueza. Uma das vertentes dessa economia surgiu na Inglaterra, durante o séc. XIX, para combater a pobreza e a desigualdade social. 

Com a industrialização, as pessoas começaram a comprar de comunidades vizinhas e de grandes centros comerciais, buscando preços mais competitivos. Com isso, economias locais começaram a desacelerar, pois o dinheiro não estava mais circulando ali. Nesse contexto, surgiu a moeda social, que fomenta o consumo local e proporciona a possibilidade da igualdade econômica entre os moradores de uma mesma comunidade.

Moedas sociais ou moedas complementares

Mas, na verdade, a inspiração para as moedas sociais vem de muito antes, do escambo, que é a troca de mercadorias, e é esse tipo de relação que elas procuram resgatar. Fato é que as moedas sociais ou complementares se mostraram extremamente relevantes em meio a pessoas menos privilegiadas no que diz respeito à sua inserção no mundo financeiro.

Há milhões de pessoas no Brasil e no mundo inteiro que não têm acesso a bancos tradicionais. Mas essa história vai muito além, pois o dinheiro, da forma como é posta no mercado tradicional, é gerador de escassez, de diferenças sociais, de ganância e competição. 

De acordo com o economista e professor Bernard Lietaer, "O dinheiro não é um meio de troca neutro e passivo, como geralmente se supõe. (...) Nós projetamos o sistema monetário e, em troca, ele nos molda, molda nosso comportamento e nossas relações sociais. O modelo atual incentiva comportamentos antitéticos ao bem-estar social e ambiental." (Veja a entrevista completa)

Pachamama e MUDA, um compromisso

Assim, em um contexto regenerativo, surge a MUDA, que é uma moeda social que tem como objetivo fomentar ações culturais, educativas e socioambientais. Com o intuito de promover uma era de abundância sustentável surge essa moeda de troca, com a qual "é possível criar moedas com outras intenções, baseadas na abundância, na colaboração, na circulação de riquezas e na cultura do presentear".

É justamente aqui que a Pachamama entra como parceira dessa iniciativa poderosa, que nos traz esperança de um mundo mais digno. Se você já tem MUDA, saiba que pode pagar 10% do valor de todos os nossos produtos com ela. E mais! Se você optar pela entrega de bicicleta ou devolver 3 das nossas embalagens vazias, recebe 5 mudas!

Saiba mais sobre a muda em muda-oe.com

Usamos cookies no site para te proporcionar uma melhor experiência de compra ❤ Clique no botão para continuar navegando.

Pre-loader
Carregando Ambiente Seguro